terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

11 desenhos da infância

Quem nasceu nos anos 80 e 90 provavelmente cresceu assistindo a desenhos animados repletos de lições de caráter. E, mais do que isso, quis ser valente como Simba, corajoso como Aladdin, persistente como Mulan e forte como Pocahontas!

Volta e meia, alguém se lembra de desenhos que, hoje, já não são mais tão comentados, e fica tentando lembrar a origem dessas memórias infantis.

Para relembrar, preparamos uma lista com alguns desenhos que marcaram a infância de muita gente:

1. FernGully (1992)
Estúdio: Kroyer Films, A. Film A/S, FAI Films


O desenho australiano já conscientizava as crianças sobre os perigos da poluição e da destruição das florestas antes de a sustentabilidade virar moda.

2. Todos os cães merecem o céu (1989)
Estúdio: Sullivan Bluth Studios, Goldcrest Films


Charlie é um vira-lata malandro que vive do crime. Entre roubos e trapaças, ele acaba sendo pego em uma emboscada de seu parceiro e morre. Como o título deixa bem claro, ele acaba no paraíso sem nunca ter feito uma boa ação. Mesmo assim, ele quer vingança e arruma um jeito de descer de volta para a Terra, mas isso significa que ele nunca poderá voltar para o céu. Eventualmente, ele conhece uma menina órfã e tem uma daquelas epifanias que mudam seu comportamento pra sempre.

3. Em busca do vale encantado (1988)
Estúdio: Sullivan Bluth Studios, Amblin Entertainment





Antes de Jurassic Park, Steven Spielberg já era responsável por inspirar uma geração apaixonada por dinossauros. A história dramática do pequeno apatossauro Littlefoot e seus amigos reptilianos era cheia de aventuras, obstáculos e, o mais importante, lições sobre amizade. A saga fez tanto sucesso que gerou não uma, duas, três, mas DOZE continuações.

4. Anastasia (1997)
Estúdio: Fox Animation Studios


Garota pobre e órfã foge de orfanato, descobre que é uma princesa perdida e é perseguida por um vilão com poderes sobrenaturais (e ainda encontra seu grande amor no meio da história). História da Disney? Poderia ser, mas essa animação é da Fox. Fez tanto sucesso que a boneca estilo Barbie da Anastasia foi uma das mais cobiçadas da década de 90.

5. Pagemaster (1994)
Estúdio: Turner Pictures


Você provavelmente se lembra de Macaulay Culkin em Esqueceram de Mim, mas o garoto estrelou outros filmes de sucesso entre o público infantil na década de 90. Um deles é Pagemaster, que mistura animação com live-action para contar a história de uma biblioteca encantada.

6. Cãezinhos do canil e a lenda do pata grande (1988)
Estúdio: vários


Os cãezinhos estrelavam uma série animada (e uma linha de brinquedos) que fez tanto sucesso que virou filme.

7. Polegarzinha (1994)
Estúdio: Don Bluth Group of Companies


A animação baseada na história de Hans Christian Andersen também é dessas que tinham tudo para ser um clássico da Disney. O filme conta a vida de uma moça que era do tamanho de um polegar. Aí aparece um príncipe, um vilão invejoso e aventuras mágicas… só que em miniatura.

8. Um conto americano (1986)
Estúdio: Amblin Entertainment, Sullivan Bluth Studios


Basicamente, a animação trata da história da imigração para Nova York. Contada com ratos e gatos. Fievel é um ratinho russo que muda para os EUA com a família fugindo da opressão no Leste Europeu. A aventura começa quando ele se perde dos pais em mar aberto e tem que reencontrá-los na cidade americana. No meio disso tudo, ele descobre como os imigrantes sofrem também no novo lar, mas lutam pela sua liberdade.

9. A ratinha valente (1982)
Estúdio: Aurora Productions, Don Bluth Productions


A história baseada em uma série de livros infantis conta as peripécias que uma camundonga viúva passa para salvar a vida de seu filho. Para tanto, ela apela para a ajuda de ratos míticos que, olhe só, revelam ter sido parte de experiências genéticas junto de seu falecido marido. Bonitinho e com quê de ficção científica.

10. O príncipe do Egito (1998)
Estúdio: DreamWorks Animations


A história é bíblica, mas o filme não apela para a doutrinação. Com belas cenas, O príncipe do Egito é um filme bacana principalmente para quem tem uma queda pelo Antigo Egito. 

11. Space Jam (1996)
Estúdio: Warner Bros Family


Houve um tempo em que Michael Jordan era sinônimo de basquete. A Nike criou até uma linha de tênis com seu nome e todo garoto fã das cestas sonhava em ter um destino parecido com o dele. Não é por acaso que Space Jam, mistura de live-action com animação, fez tanto sucesso. Afinal, misturar os Looney Tunes (uma das franquias de animação mais bem-sucedidas da história) com um astro do esporte não podia dar errado.

Fonte: Revista Superinteressante

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O Carnaval do Infantil (parte II)

Como mostramos aqui no blog, na quinta-feira, 7 de fevereiro, os alunos da Educação Infantil participaram e puderam apreciar o desfile das outras turmas da Escola.

Na sexta-feira, 8 de fevereiro, a folia não foi diferente! Após o lanche, em meio a muita serpentina e com as fantasias e adereços confeccionados por eles, os alunos da Educação Infantil dançaram e brincaram muito ao som das marchinhas de carnaval que aprenderam durante os primeiros dias de aula.


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

O Carnaval do Infantil (parte I)

As aulas do CLQ já começaram de forma especial, preparando as crianças para o ano letivo. Logo no primeiro dia, os alunos assistiram a uma peça de teatro que falava sobre uma contadora de histórias que estava com dificuldades em contar a história, já que sempre faltava alguma “coisa” para que pudesse começar. Então, uma bruxa emprestou seu caldeirão e, dessa forma, cada vez que a contadora começava a contar, aparecia um "ingrediente" necessário para que a história se desenvolvesse. Primeiro foram as ideias, depois a arte, a música, as emoções, o tempo, os lugares, o movimento e os opostos - bem x mal, dia (sol) x noite (lua).

Tudo isso foi colocado no caldeirão de forma simbólica: o tempo representado por um relógio; a arte, por uma aquarela etc., o que fez com que as crianças entendessem, de forma poética, como nascem as histórias.

Assim, aproveitando a história do teatro para a inspiração do Carnaval do CLQ, em uma roda de conversa, os alunos puderam escolher os personagens ou os “ingredientes da história” com os quais mais haviam se identificado. Os alunos do Infantil II gostaram mais da bruxa, por ela ter emprestado o caldeirão para fazer a mistura e viabilizar o nascimento da história. A turma do Infantil I, que já havia aprendido a marchinha "Ai que calor", associou-a com o sol, e fez leques como adorno. Já o maternal, representou a marchinha “Mamãe eu quero”, diretamente relacionado com a faixa etária deles!

Fantasiados com adereços, fizeram um desfile para que todos os alunos pudessem apreciar a festa.

Estas foram algumas das ações pedagógicas desenvolvidas, mas o CLQ preparou ainda muitas outras brincadeiras para que o Carnaval da Educação Infantil fosse um ótimo período de aprendizado e diversão!










No próximo post você acompanha como foi o baile na última sexta-feira, 8 de fevereiro!

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

A adaptação dos alunos em 2013

Já se passaram duas semanas do início do ano letivo. Foi muito rápido! 


Na Educação Infantil, o que se vê hoje, são crianças, ainda muito pequenas, com muita alegria e coragem para adaptar-se a esse momento importante de início ou regresso à vida escolar.

Parece fácil, mas desprender-se do conforto do lar e da companhia dos familiares, pode dar a ideia de algo sofrido.

Por isso, foi de suma importância a dedicação e a confiança dos pais de nossos alunos que, durante esse período de adaptação, nos ajudaram com palavras de encorajamento e incentivo aos seus filhos.

A avaliação do Colégio é de que aqueles “menininhos e menininhas” que chegaram no dia 29 de janeiro, já são felizes na escola.  Já construíram um vínculo de confiança com seus professores e já se sentem mais à vontade em meio aos companheiros de turma, cujas vontades e necessidades são tão parecidas com as suas próprias.

Um choro, uma certa resistência para ficar na escola, um pouco de dificuldade para se despedir, são comportamentos ainda esperados para os próximos dias, mas fiquem tranquilos! Isso tudo faz parte do processo de adaptação, e nós estamos à disposição para ajudá-los e dar as orientações necessárias para que esse momento seja transposto com naturalidade.

No próximo dia 19, terça-feira, às 19 horas, será realizada a reunião de pais, quando assuntos mais específicos sobre a rotina das crianças e atividades a serem desenvolvidas durante o ano serão discutidos. Alguns alunos compartilham mais com os pais a experiência vivida na escola, outros nada dizem quando questionados. Por isso, muitos pais e mães aguardam com grande curiosidade este encontro, para saber como as crianças dividem o tempo que passam na escola e como se relacionam. 

Ilustrativa

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Estudo liga consumo de fast food a aumento de asma e eczema entre crianças



De acordo com uma pesquisa recente, que analisou padrões de dietas e doenças globais, comer fast food três vezes por semana pode levar crianças a contrair asma ou eczemas.

O estudo, que analisou dados de 500 mil crianças de mais de 50 países, indicou que as que comiam fast food - como hambúrgueres - com regularidade, corriam mais risco de sofrer condições alérgicas como asma severa, eczemas, coceira nos olhos e olhos lacrimejantes.

As conclusões, publicadas na revista especializada Thorax, afirma que alimentos do tipo fast food contêm altas doses de ácidos graxos transsaturados, conhecidos por afetar a imunidade.
De acordo com o estudo, crianças no início da adolescência que comiam fast food de três ou mais vezes por semana tinham 39% mais riscos de sofrer de asma severa. E crianças entre seis a sete anos, tinham 27% a mais de chances de sofrer dessa condição.

A mesma pesquisa indica que o consumo de frutas pode ajudar a reduzir os efeitos negativos do consumo excessivo de comidas tipo fast food, já que elas são ricas em antioxidantes e outros componentes benéficos.

Efeito de frutas

O consumo de três ou mais porções de frutas por semana reduz o risco de asma, eczema e rinoconjuntivite em 11% a 14%.

Os autores do estudo, Inneas Asher, da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, e Hywel Williams, da Universidade de Nottingham, na Grã-Bretanha, afirmam que as conclusões da pesquisa ''têm grande importância para a saúde pública devido ao aumento mundial de consumo de fast food''.

Em determinados casos, alimentos como leite bovino, ovos, peixe, mariscos, nozes e alguns corantes e conservantes, podem agravar os sintomas.

Tudo isso nos faz reparar novamente em como os hábitos alimentares de uma pessoa, seja ela criança ou adulta, interferem na sua saúde. E lembrar que uma dieta saudável só traz efeitos benéficos!


Fonte: notícias.uol.com.br e G1