quinta-feira, 26 de junho de 2014

Festa Junina só para as crianças!

           


            Umas das propostas da Educação Infantil do CLQ é o desenvolvimento da criança e sua autonomia em diversas situações, além do aprofundamento de alguns temas com atividades pedagógicas e rodas de conversa, propiciando a vivência de conteúdos importantes.



            Por isso, pela primeira vez na Educação Infantil, as crianças tiveram uma Festa Junina só para elas! "O cardápio foi discutido nas pesquisas feitas pelos alunos do G5 e a decoração do ambiente era exclusivamente elaborada por eles. Foi um grande resgate cultural," explicou a coordenadora Simone.







            Todo ano o CLQ tem a tradicional Festa Junina da escola quando as crianças participam dançando, brincando e comendo as guloseimas típicas. Porém, têm dificuldade de conseguir ver as outras turmas dançando e de identificar onde está a decoração feita por eles. “Na festa que fizemos só para eles, os alunos puderam assistir os colegas dançando e observar os detalhes," disse Patrícia, professora do G5.










            No G4, a professora Thatiana contou que sua turma estava ansiosa para dançar de novo! Já na turma da Ana Claudia, as crianças falavam mais nas brincadeiras! Riqueza de assuntos e de momentos! No G3, a professora Daniela contou que os alunos estavam encantados em ter uma Festa Junina só deles! “Estavam, inclusive, relembrando os combinados feitos em roda para que pudessem se divertir mais”!















            O clima descontraído começou com as professoras dançando quadrilha para as crianças! Depois comeram milho cozido, pipoca, cachorro quente, bolo de milho e de fubá! Brincaram de pescaria, bola ao alvo, bola na boca do palhaço, interagiram e deram muitas risadas! Os Grupos 1 e 2 também participaram do Arraiá! "A proposta era que as crianças ficassem todas juntas e curtissem a festança em comunhão! Participassem de cada momento e entendessem as origens de cada coisa. E tudo deu muito certo! Ano que vem tem mais!" contou Simone.






segunda-feira, 16 de junho de 2014

Orientações importantes e boas opções para o lanche escolar no Inverno

O Inverno começa oficialmente no dia 21 de junho, mas as temperaturas mais frias já têm deixado algumas mães em dúvida sobre o que colocar no lanche escolar dos filhos há alguns dias.
Será que as frutas são boas opções também nesta época do ano?Quais são as melhores opções de bebidas para que os pequenos possam se hidratar na escola mesmo nos dias mais frios? Estas são apenas algumas das questões que podem surgir entre os responsáveis.

Pensando nisso, abaixo, a nutricionista Célia Regina de Ávila Oliveira, docente e coordenadora do curso de Nutrição da Unip e mãe da Lígia Oliveira (do 4º ano A), fala sobre a escolha de boas opções de alimentos e bebidas para o lanche escolar das crianças e faz outras considerações importantes sobre o assunto. Vale a pena se atentar às orientações da profissional!

A importância do lanche escolar

Segundo o Ministério da Saúde, o ato da alimentação deve ser inserido no cotidiano das pessoas como um evento agradável e de socialização. “Dentro desse contexto, o lanche escolar é uma refeição oferecida no intervalo entre duas refeições principais. A criança não deve ficar muito tempo sem se alimentar, ou não se alimentar adequadamente, o que poderá até atrapalhar o seu aprendizado. O ideal é se alimentar de três em três horas”, destaca a nutricionista Célia Oliveira.

De acordo com a profissional, é importante que o lanche contenha:
- uma porção de carboidratos, para fornecer energia;
- uma porção de produtos lácteos, ricos em proteínas;
- uma porção de frutas, responsáveis pelas fibras, vitaminas, aumentando a disposição das crianças e prevenindo doenças;
- uma bebida, para hidratação.

No entanto, acrescenta a nutricionista, deve-se reduzir a ingestão de alimentos como pães brancos, bolinhos com recheio, refrigerantes, salgadinhos (especialmente os fritos) e guloseimas em geral. “Pois, apesar de fornecerem energia, esses produtos contêm poucos nutrientes, além das chamadas ‘calorias vazias’. O consumo excessivo deles está relacionado com o aumento do risco de obesidade e outras doenças crônicas não transmissíveis e cáries dentais”, explica Célia.

Opções saudáveis

De acordo com a nutricionista Célia Oliveira, algumas opções de lanches para as crianças são:
·       Biscoitos (de preferência sem recheio) ou bolos caseiros simples ou pães integrais/ torradas ou barrinha de cereais.

·       Sucos naturais (de preferência), ou sucos de caixinha sem adição de açúcar ou água de coco;
·       Iogurtes naturais (consumir o quanto antes, pois são produtos perecíveis) ou polenguinhos;
·       Frutas fáceis de descascar ou cortadas em pedaços pequenos. Preferir as que não escurecem, como melancia, manga, mamão, morango, melão, laranja, tangerina. Outra opção são as saladas de frutas ou legumes aperitivo (ex: cenouras especiais para lanche);

Célia destaca que é importante ficar atento ao método de conservação de alimentos que estragam com mais facilidade, como queijos, frios, requeijão, patês. “Lancheiras térmicas promovem a conservação por duas a quatro horas, por isso é importante preparar o lanche o mais próximo possível do horário de sair para a escola”, diz.

A nutricionista ressalta que é primordial que a criança consuma água, por isso, a garrafinha com água fresca deve fazer parte do “material escolar”! “Lembrando que é sempre importante manter uma boa hidratação do organismo, sobretudo no Inverno, que tende a ser uma época do ano com pouca chuva e umidade. Nesse sentido, deve-se ingerir bastante líquidos, principalmente água”, finaliza Célia Oliveira.


Agora, com as dicas da nutricionista Célia fica mais fácil preparar boas opções de lanche escolar para os pequenos! E não se pode esquecer: os líquidos são muito importantes para as crianças, especialmente nesta época do ano!

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Festa Junina no CLQ





Na Educação Infantil do CLQ tudo vira arte na sala de aula! Para comemorar uma das festas mais tradicionais do Brasil, não seria diferente. Apreciar a arte Naïf inspirou as crianças para a decoração da Festa Junina com muitas cores e grafismo.

Influenciados também por outros artistas, como Picasso, que dizia "pinto as coisas como as imagino e não como as vejo”, cada sala escolheu uma obra Naïf para apreciar e fazer a releitura do jeitinho deles. Uma viagem encantada a um mundo de ingenuidade, cor e poesia que imortaliza o instante!

"Artistas adequados às idades são sempre uma prioridade no nosso projeto. Nesse caso, as cenas do cotidiano e as festas populares da arte Naïf encantaram os alunos, uma vez que se aproximam muito do modo da criança representar o mundo", explicou Lídia, coordenadora de Arte da Educação Infantil do CLQ. Com o ambiente todo decorado por eles, os alunos estão empolgados para a grande festa de sábado, dia 07 de junho, das 11h30 às 18h! Todos estão convidados para ver as crianças dançarem, brincarem e se divertirem muito na tradicional Festa Junina do CLQ.

Porém, na Educação Infantil, a festa junina não termina por aí... Aguardem novidades!

           

           








segunda-feira, 2 de junho de 2014

Inverno: clima propício para as doenças respiratórias em crianças


O friozinho já começou e falta menos de um mês para a chegada oficial do Inverno – estação do ano que, embora seja considerada agradável por muita gente, tem como ponto negativo o fato de tornar as crianças mais vulneráveis a doenças. 

“Com a chegada do inverno, as crianças ficam mais doentes, principalmente das que acometem o trato respiratório. O tempo mais frio e mais seco diminui as defesas do sistema respiratório. Além disso, ficamos em lugares mais fechados devido ao frio e isso facilita a propagação e a troca de vírus”, destaca Carolina Schäffer, otorrinolaringologista com atuação em otorrinopediatria.

Ainda de acordo com a médica, as doenças mais comuns nessa época do ano são as infecções virais das vias aéreas, como resfriados e gripes. “Essas doenças podem predispor a outras doenças como amigdalites, otites, laringites, rinossinusites e pneumonias”, acrescenta Carolina.

 Os principais sintomas, de acordo com a otorrinolaringologista, são: obstrução nasal, coriza, espirros, dor de garganta e tosse.

“Vale acrescentar que crianças alérgicas ficam mais suscetíveis à exacerbação da rinite alérgica e asma nessa época do ano”, diz a médica.

Como prevenir tais doenças nessa época do ano?

É sempre importante uma boa hidratação, seja via oral, seja através de soro fisiológico nasal e inalações, “pois isso ajuda as vias respiratórias a melhorarem suas defesas e a prevenir a criança das gripes e resfriados”.

Além disso, vale ressaltar que o tratamento preventivo da asma e rinite alérgica também previne suas exacerbações nessa época do ano.

De acordo com a médica, a lavagem correta das mãos, além do uso de álcool gel sempre que em contato com pessoas doentes, também ajuda muito na prevenção.

“A vacina da gripe também deve ser dada em crianças a partir de 6 meses de idade, evitando assim novos surtos de gripes mais graves como a gripe H1N1”, acrescenta Carolina.

Por fim, Carolina Schäffer destaca que crianças que estão na fase aguda dessas doenças – mais comuns no inverno – se possível, devem permanecer em casa. “Assim, além de poder ser medicada, manter repouso adequado e se recuperar mais rápido, não há risco de contaminação de outras crianças na escola”, destaca.


É importante seguir todas as orientações da profissional para proteger as crianças nesta época do ano, momento em que estão bastante sujeitas a sofrerem com doenças respiratórias.